quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

ALMAS GÊMEAS DE GÊMEOS


Mais de dez anos se passaram desde que li os livros “Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor” e “Homens são de Marte, Mulheres são de Vênus”. Na ocasião, fiquei fascinada com as diferenças mostradas entre os sexos opostos. O tempo passou e o tema continua em alta. Na revista Época desta semana, uma matéria mostra o porquê do sucesso do longa metragem “Se eu fosse você 2”: o tema sempre fascinará aos interessados em desvendar os mistérios do sexo oposto. Fui levada a uma grande reflexão ao término da reportagem. Há alguns dias, estávamos em uma festa de aniversário e, como sempre, os casais se dividem em mesa dos homens e mesa das mulheres. O assunto na nossa mesa era um só: não agüento mais o meu marido, ele faz tudo errado, ele não me ouve, ele...blábláblá. Gente, vamos acordar. Os maridos são assim por um motivo muito simples: eles são homens e homens agem de forma muito semelhante. Eis o motivo de mulheres se unirem para literalmente fofocar sobre a vida alheia, enquanto os maridos têm verdadeiros chiliques ao ouvir os maldosos comentários. Pelo que entendi na referida matéria, o maior vilão dos ataques histéricos femininos tem nome: TPM. Em casa, felizmente, não temos este tipo de estresse. Há algum tempo, uso o dispositivo intra-uterino como contraceptivo – me fazendo parar de menstruar e, concomitantemente, cessando quaisquer oscilações hormonais – culminando no fim do mal humor. Mas acho que o DIU não é o maior herói da minha vida. Eu e meu marido temos coisas muito claras desde o início do casamento sobre as diferenças de cada sexo. Sabemos usar os nossos opostos, o feminino e o masculino do outro. Ele é o tipo de cara que adora discutir relação (enquanto eu, fujo do assunto) e eu sou a parte do casal que se apronta em dez minutos, incluindo cabelo e maquiagem, enquanto ele ainda está na indecisão de que roupa usará. Dentro de nós, sabemos – ou tentamos perceber – os sentimentos, as dores, os anseios e os sofrimentos do sexo oposto. Acredito que parte desta nossa personalidade vem do fato de sermos geminianos. Costumo dizer que somos quatro pessoas vivendo um casamento, o que faz das nossas vidas uma grande suruba. Para quem critica os pobres geminianos, saibam que é muito difícil viver em cima do muro, viver na dubialidade, não entre o bom e o mal caratismo, mas ter sempre dúvidas entre o grande e o pequeno, entre o branco e o preto. E tenham toda a certeza de que as coisas realmente oscilam entre os extremos. O importante de tudo, é que tenho no meu marido o meu melhor amigo, nos meus quase trinta e cinco anos de vida. Não vivemos uma vida perfeita, mas por tudo que vejo, ouço e leio, acredito que a perfeição é algo bem semelhante ao que vivemos. Espero que cada um conheça o seu outro lado e atinja o ápice da relação.

4 comentários:

  1. Minha amiga

    Adorei seu texto e a compreendo. Você está certíssima. Será que há um homem dentro de mim? Ou devo ter alguns aspectos geminiano? kkkkkkkk...

    Outro dia estava ouvindo o papo de umas mulheres e é sempre tudo igual... É bem isso que vc falou, não sabem identificar e aproveitar o que há de maravilhoso nas diferênças e na diversidade.

    Amiga, vou te dizer outra coisa... Também detesto discutir relação, sou séria, não sou de brincar muito, de falar, penso demais, escrevo demais, me arrumo, incluindo crianças em 30 minutos e o "noiva" leva 1 hora... mas a parte da suruba... Olha isso...Realmente faz muito bem ao casamento... Nem que seja em mentes... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    E haja imaginação né amiga... Olha eu que o diga... Não há casamento que resista sem isso! Morri de rir com seu texto. Parabéns!

    Adoro você! Suadades e grande beijo!

    Chris

    ResponderExcluir
  2. Ave Maria querida, temos um milhão de pontos em comum amiga: mulheres, ex-juristas, futuras educadoras, mães, esposas, estudantes, donas-de-casa, quebra-galho, quebra-cabeça, super-serhumano... nossa, nem dá pra listar tantas coisas. Mas discutir relação e demorar pra ficar pronta? Somos imbatíveis...rs... amo vcs, beijos no coração

    ResponderExcluir
  3. Viva o casal. Viva a família. Viva os pais dos meus magrelinhos!

    ResponderExcluir
  4. E viva as orelhas do irmão da mãe casada com o pai dos seus magrelinhos...rs... love

    ResponderExcluir