quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Mess?!?!?!?!?!



Tudo bem. Podem me chamar de chata, de velha, de tiazinha, de vovózinha ou qualquer outro adjetivo pejorativo. Juro que não vou me importar. A única coisa que realmente me incomoda é a bagunça. Meu marido costuma dar risada. Todos os dias, quando volta do almoço, ele costuma me ligar para saber se eu já almocei e o que estou fazendo. A resposta é quase sempre a mesma: não almocei ainda, estou dando uma arrumadinha nos armários e já vou almoçar. Já adianto que não tenho T.O.C. Apenas não tolero coisas bagunçadas, desarrumadas e fora do lugar. Aliás, sou a maior consumidora de caixas de arrumação. No Brasil, a coisa ainda está engatinhando. Quando nos mudamos para o Chile, me senti no paraíso. Na nossa suíte, tínhamos um closet gigante e comprei todas as caixas de arrumação que encontrei no caminho. Depois nos mudamos para o Brasil e sinto que não vai ser nesta vida que terei novamente outro closet tão espaçoso. Mas minhas caixas, amigas e companheiras, continham junto de mim. Que atire a primeira pedra, aquele que se sente bem e confortável vivendo na bagunça. Eu, continuarei arrumando armários. E sempre feliz.

2 comentários:

  1. TORÍCULA, veja que nesta férias vc teve que lidar muito com a minha deseorganização e isto foi e será uma grande terapia... conviver com um ser mais desorganzado q vc.

    Te amo,
    Toro

    ResponderExcluir
  2. precisa dar um alô pra sua vemcha... ela tá apredendo, mas foi duro ensinar...

    ResponderExcluir