sábado, 27 de dezembro de 2008

Marcas do que se foi...


Lembro-me de maneira bem forte e marcante as viradas de ano da minha infância. Claro, sem saber precisar com exatidão desde quando, mas cantávamos “este ano, quero paz no meu coração... marcas do que se foi, sonhos que vamos ter...”.

O que é a vida, senão um grande sonho? Uma sucessão de erros que nos levam a aprender todos os dias. Se o erro de um fosse o suficiente para que todos não errassem mais, acredito que não haveria a evolução da nossa espécie e seríamos todos iguais. É o erro e a forma peculiar que cada indivíduo lida com ele, que transforma a vida, que traz crescimento, aprendizado, dores e vitórias. Assim, dois mil e oito se acaba, deixando marcas de um ano difícil em muitos aspectos. Porém, dificuldades as quais devemos ser gratos por enfrentar e, mais uma vez, saídos todos com a cabeça erguida.

Agradeço muito a Deus pelas pessoas que cruzaram meu caminho em 2008, em especial, minhas queridas amigas da GAIOLA DAS LOUCAS (Antinha, Danisam, Jaquerida, Marcinha, Miraccquinha, Pat) e o CLUBE DAS NOVE LULUS (Belíssima, Fer F., Lé, Ledinha, Madá, Mida, Mô, Li, Tã e Panda = eu). O agradecimento maior, porém, fica pelas pessoas que eu tive a sorte de conseguir banir do meu convívio. Sempre digo e repito: é muito melhor estar só, do que estar mal acompanhada. Não se trata de autossuficiência (olha as novas regras do acordo ortográfico); apenas me conheço o bastante para gostar da minha companhia e fazer de mim a minha melhor amiga. Agradeço de maneira profunda por, mais uma vez, saber ouvir a voz que vem de dentro de cada um de nós, que muitos chamam de “intuição”, e ter feito uma grande limpeza ao meu redor.

Queria pedir muita luz, paz e energia positiva em 2009: aos meus filhos e meu marido, ao meu pai (in memorian), à minha mãe, aos meus avós, irmãos, primos e primas, tios e tias (perto ou longe de mim, independente se no plano terrestre ou celestial), a todos os queridos amigos que me fazem rir ou chorar, mas principalmente àqueles que secam minhas lágrimas. A previsão é de muitas dificuldades mundo afora neste ano. Que as pessoas compreendam que a união será o melhor e menor caminho para enfrentar as conseqüências das crises que o mundo enfrenta.

UM FELIZ ANO NOVO PARA TODOS. Que aquele último segundo do dia 31 de dezembro de 2008 emane em todos uma grande corrente de pensamento positivo, para um 2009 próspero e feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário