quinta-feira, 16 de outubro de 2008

PPP - poder do pensamento positivo

Desde que entendo o significado de concursos ou prêmios, tento ganhar algo. Para não dizer que sou a mais azarada neste quesito, exatos dezesseis anos atrás, quando a internet ainda era uma realidade muito distante à maioria de nós, pobres mortais, juntei muitas e muitas embalagens da Nestlé e ganhei um livro de receitas. Me senti premiada, mesmo que soubesse, lá no fundo, que não havia ganho nada, comprei o livro de forma indireta.

Este ano, decidi: "vou ganhar um prêmio". Tudo bem, não investi muita energia física neste projeto, mas estou sempre ligada em toda promoção que aparece na internet, sorteio de rifas, bingo de festa junina. O ano quase acabando e nada.

Hoje, cheguei à faculdade e fomos convidados à assistir uma palestra que abriria a Jornada de Pedagogia. Ao final da palestra, o sorteio de um livro. Nem sei qual era o título, também não me interessava, afinal, se eu ganhasse, teria minha missão cumprida. Eu concorria com o número 71. Minha amiga Tânia, com o 51. A Leslye, ao meu lado direito, com um número que, até o momento, não sabemos se era 06 ou 90. Quando a palestrante sorteia o número e fala SETENTA E... meu coração pulsou forte... OITO. Mais uma chance perdida. Ainda restam dois meses e pouco para o fim do ano.

Próximo à hora de buscar as crianças em suas escolas, comecei a navegar na internet, rever todas as reportagens publicadas por meu irmão e minha cunhada, lá do Velho Continente e, não sei por qual motivo, decidi colocar no Google o nome do meu irmão: Ernani Lemos. Apareceu de tudo: policial, bandido, médico, advogado, traficante, dentista, jornaleiro, enfim, uma infinidade de coisas. Achei legal quando, na segunda página, começa a aparecer o nome dele e da minha cunhada japinha, Juliana Yonezawa.

Já em cima da hora de sair de casa, mas curiosa por ter gostado da brincadeira, decidi colocar o meu nome, não delimitando a busca para apenas Brasil. Várias URSULA HUMMEL apareceram, mas qual não foi a minha surpresa quando me vejo como ganhadora de um concurso. Foi o seguinte:

Quando meu blog deu problema, fiz inúmeras tentativas para criar um novo blog legal e dinâmico e, nestas buscas, descobri um tal "bloglog". Neste dia, havia um concurso para ganhar um par de ingressos para um musical inspirado em Tom e Vinícius. Para ganhar, era necessário contar sua própria história de amor em apenas cinco linhas. A história mais interessante, levaria os ingressos. Escrevi a minha.

"Conheci o Milton em um site de bate-papo. Era um sábado a noite e conectei-me à internet para fazer uma pesquisa de trabalho. A janela pop-up apareceu, chamando-me a atenção pelo número de pessoas que se encontravam on-line naquele momento. Entrei com o sobrenome de Sedutora. Lá, encontrei o Romântico. Ele me contou que estava separando-se, após um casamento de quase sete anos. Eu já estava separada, também de um casamento de quase sete anos, havia três. Durante um mês, conversamos por telefone, trocamos e-mails e eu estava "arranjando" um encontro entre ele e minha comadre, uma vez que não tinha interesse algum em namorar naquele momento. Passados trinta dias, marcamos de conhecermo-nos. Quando o vi, estava diante do homem da minha vida. Fomos morar juntos naquele mesmo dia, após um cinema e uma pizza. Minha vida mudou completamente. Temos dois filhos e já estamos no sétimo ano de casamento. ÚRSULA HUMMEL"

Minha alegria ao me ver como ganhadora foi ímpar. Só que felicidade de pobre dura pouco. No caso da minha, poucos segundos. O musical foi apresentado em 19 de setembro passado e até hoje, ninguém me avisou que fui a ganhadora.

Fui buscar as crianças, liguei para meu irmão na Irlanda, contando o episódio. Participei meu marido do nosso prêmio e sem entender o porquê de me premiarem e me ignorarem, concomitantemente.

Cheguei em casa e decidi blogar. Ao buscar na minha caixa de "mensagens enviadas" a tal frase de amor, percebi que no email não mandei nenhum telefone ou qualquer outra forma de contato. Tudo bem, eles ainda tinham meu email. Me sacanearam.

MAS EU GANHEI. E para o ano que vem, canalizarei meus pensamentos em uma viagem internacional com tudo pago. Só que agora estou esperta e não deixarei nada passar em branco, nem sequer deixarei um dia de verificar se o sorteio já correu.

Boa sorte à todos e PENSAMENTOS POSITIVOS!

3 comentários:

  1. Cunhis... eu também a-d-o-ro sorteiose promocoes!!! hahaha

    Adorei o seu post!! Escrever bem e viver coisas engracados parece ser coisa de família!!

    Beijao, Ju

    ResponderExcluir
  2. Ei gordulha, pior que agora vc desencadeou o efeito promoção aqui na Irlanda... a japs não pode ver uma urna na rua que já quer ir botando o nome... tô ferrado...
    bjoca

    ResponderExcluir
  3. Tem que acreditar, mesmo que seja pra juntar embalagens de creme de leite Nestlé... he he he... beijocas proceis!

    ResponderExcluir