sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Minha Amada Família

Desde que o Leleco voltou da maternidade, com quatro dias de vida, dormiu sozinho em seu quartinho, com a porta sempre fechada, a babá eletrônica colada ao seu berço e o outro aparelho em nossas cabeceiras. Já se passaram três anos desde que isto ocorreu pela primeira vez. Mais um bebê indo embora da minha vida.

Ontem estava muito calor. Dei banho nas crianças e os coloquei para dormir. Quando o Milton chegou do trabalho, entrou no quarto de cada um, como de costume, para beijá-los e verificar se tudo estava bem. O Leleco estava muito suado e como o nariz dele está novamente escorrendo, não achei prudente ligar um ventilador. Optamos por deixar a porta aberta. Hoje, ao acordarmos, vemos nosso bebê-menino/menino-bebê dormindo ainda, após doze horas de sono, em posição única: bumbum completamente inclinado para cima (o que acentua o tamanho devido a fralda cheia), cabecinha virada de lado, bracinhos juntinhos ao peito, posição meio de bruço, meio fetal, meio sem identificação. Mas comovente.

Passado este momento, voltei para a cama, o Milton foi trabalhar e a Bibi entrou no meu quarto, com seu pijama de seda cor-de-rosa, cheio de babados, cabelos brilhantes, olhar profundo e, mais uma vez, percebi o quanto minha bebê já está no estágio mocinha, sem chance de voltar.

É gostoso e gratificante ver o crescer dos nossos filhos. Todos os momentos são vitoriosos, pois ter e criar filhos são atos de amor pleno e integral. Ter o privilégio de estar em casa com eles todos os dias quando acordam, me beijam, abraçam com aquele bafão de horas de sono, ligarmos juntos para falar bom dia ao papai, tomarmos nosso café da manhã e sairmos todos juntos, sem pressa, sem horário para irmos às escolas, são momentos que todo mundo deveria viver, pois fazem qualquer dia mais feliz. Um brinde ao amor da nossa família.

3 comentários:

  1. Adorei este texto sobre nossos filhos. Tudo que dedicamos a eles nesta fase é de uma incondicionalidade infinita.

    Te amo Torinha
    Toro

    ResponderExcluir
  2. Meu Toru amado... dedicamos nossas vidas à todos nós, por isto, formamos uma família tão feliz e cheia de luz! Te amo infinitamente!

    ResponderExcluir
  3. Que mãe linda... Boa sorte para voces... Grande beijo do amigo, Carlos Alcantara.

    ResponderExcluir