sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Gente que faz... a diferença

Costumo dizer que, em um primeiro momento em sala de aula, não importa o que se esteja fazendo lá, as pessoas se agrupam por proximidade; depois de um certo tempo, os grupos mudam e transformam-se, através de afinidades; mais um tempo ainda e enxerga-se que nem a proximidade, tampouco a afinidade, são elementos suficientes para manter tais grupos. É preciso mais. É preciso química, é preciso honestidade, é preciso transparência, é preciso amor, aquele sincero, que vem do fundo do coração.

Fora das salas de aulas, as relações não são formadas de modo diferente. Em um ambiente de trabalho, o ciclo é mais ou menos igual: proximidade, afinidade e mais tarde, o resto! Dentro de nossos condomínios, vilas, bairros, comunidades em geral, o processo também é assim.

Tenho dois grupos hoje que me fazem muito feliz, completam meus dias e transformam minha vida social. Sem ordem de prioridade, um dos grupos é a GAIOLA DAS LOUCAS, que, daqui a alguns dias, falarei sobre sua origem e o rumo tomado. O outro, tratado aqui hoje, é a turma das bruxas. No início deste ano, éramos três: eu, a Li e a Brunis. Veio a turma de Rudge, meio distante, meio ressabiada e muito hostilizada pelos demais colegas. A Leslye, voltando depois de um ano longe e, há pouco tempo, chegou a Morgana. A Margi é a grande liga, que nos motiva unanimemente, compensando nas últimas aulas das sextas-feiras, todas as dificuldades, tristezas ou decepções que sofremos nos outros dias da semana.

O que uniu toda esta turma, nove mulheres em idades diversas, estados civis variados, com filhos, sem filhos, cada uma vinda de um cantinho do mundo, não foi a proximidade e, em um primeiro momento, nem a afinidade. Foi algo muito importante chamado RESPEITO. Respeito pelas idéias do nosso próximo, respeito por suas opiniões, respeito pelas suas dores; foi o ombro amigo que nos consola de maneira sincera e, entre nós, há uma grande certeza: uma por todas e todas por uma, sempre, sem espaço para traição, pois o bem de uma é o bem de todas. Bruxinhas queridas, vocês são demais e cada uma tem um lugarzinho especial dentro do meu coração. Unidas, venceremos, sempre!

2 comentários:

  1. Adorei! Saiba que a recíproca é verdadeira também! Unidas chegaremos lá, rumo ao Oscar! Beijos, Tânia.

    ResponderExcluir
  2. Querida, o Oscar já é nosso, você ainda tem dúvidas??? Beijos mil

    ResponderExcluir